UTI’s começam a funcionar em Caldas Novas nesta sexta-feira

Categoria: Notícia, Saúde
Entraram em funcionamento nesta sexta-feira, 24 de fevereiro, os 20 leitos de UTI’s construídos no Hospital Nossa Senhora Aparecida, um investimento total de R$ 20 milhões de reais. Este recurso é o resultado de uma parceria entre a Prefeitura Municipal de Caldas Novas, Hospital Nossa Senhora Aparecida, Governo Estadual, Federal e investidores privados.
Com as unidades em funcionamento, pacientes da rede publica ou privada, não precisaram mais esperar por vagas em outras cidades.
A Prefeitura de Caldas Novas e a Secretaria de Saúde já deram entrada no processo de credenciamento junto ao Ministério da Saúde para que os pacientes da rede pública possam ter acesso aos leitos quando necessário.
Leitos de UTI (3)
Estrutura
Além de um centro cirúrgico com salas amplas, a UTI foi construída de forma humanizada e acolhe também os acompanhantes.
São 20 leitos totalmente equipados, com atendimento individual e globalizado (cada leito tem sua autonomia). Há leitos em sistema de isolamento, para atender aos pacientes que, por recomendação médica, precisem ficar separados dos demais.
Leitos de UTI (1)
Raio X das UTI’s em Goiás
Goiás passar a ter agora 14 cidades com leitos de UTI’s. Na capital, existem 285 vagas. Destas, 171 são para uso adulto, 45 pediátrica, 67 neonatal e duas para queimados. Em Anápolis, são 69 leitos, seguido por Aparecida com 59 vagas. Há previsão de abertura, em Goiânia, de 38 leitos (dessas, 10 vagas para o HGG, 10 para o HC – todas pediátrica – e quatro para o HDT).
Como funciona uma UTI?
UTI é a sigla para Unidade de Terapia Intensiva ou Unidade de Tratamento Intenso (UTI) de um hospital. Normalmente, as UTI’s são dotadas de sistema de monitorização contínua, que atende pacientes em estado potencialmente grave ou com descompensação de um ou mais sistemas orgânicos. Nestes casos, um tratamento intensivo seria única solução para que o paciente tenha a capacidade de se recuperar.
Leitos de UTI (2)
A UTI surgiu através da necessidade de oferecer um suporte maior para pacientes agudamente doentes, é um ambiente reservado e único no ambiente hospitalar que oferece monitoria e vigilância 24 horas.
Existem diversas doenças e casos que podem levar um paciente para ir para UTI, mas geralmente são doenças de coração, como infarto, doenças respiratórias, complicações cerebrais, como um AVC (Acidente Vascular Cerebral) ou então uma hipotensão arterial.
Fonte: Secretaria de Comunicação de Caldas Novas

Deixe uma resposta