Secretaria de Educação e Sindicaldas entram em consenso e apoiam reivindicação nacional contra reformas da previdência e trabalhista

Categoria: Educação, Notícia
Ato é conjunto e visa conscientização de alunos e professores sobre os temas nacionais
A Secretaria de Educação de Caldas Novas e o Sindicato dos Servidores Públicos do município (Sindicaldas) entraram em consenso e vão apoiar a iniciativa nacional  que tem por objetivo discutir de forma pública as Reformas Trabalhistas e da Previdência.
No município, em acordo com a Pasta da Educação e o Sindicaldas, a manifestação acontecerá a partir das 15h na Praça Mestre Orlando, localizada no centro da cidade.
Durante o manifesto, profissionais estarão esclarecendo as dúvidas dos participantes e explicando as alterações previstas, caso a nova lei seja aprovada na Câmara Federal e sancionada pelo Presidente da República.
A Presidente do Sindicato dos Servidores de Caldas Novas Ronice do Nascimento ressaltou que a paralisação será de apenas um dia(15 de março) e não irá prejudicar  o ano letivo. “Ao contrário do que está sendo divulgado, a convocação do Sindicaldas é de apenas 1 dia. É só um ato simbólico e inclusive pedagógico. Na quinta e na sexta os serviços funcionarão normalmente. Nosso objetivo é conscientizar a população sobre as consequências, que ao nosso entendimento são negativas, da Reforma Previdenciária Nacional”, esclareceu a Presidente.
Sindicaldas - Ronice
O secretário de Educação, Higor Carvalho, disse que a iniciativa tem apoio da instituição: “É simbólico, um ato que acontece em todo o País e que os profissionais da Educação de Caldas Novas também se propõe a discutir.  As reformas trabalhistas e da previdência são importantes e são temas que devem ser trabalhados com nossos professora e alunos, de forma crítica e consciente”, explicou o secretário. O ato é totalmente pacífico, público é gratuito.
Fonte: Secretaria de Comunicação de Caldas Novas

Deixe uma resposta