Saúde: Previna-se contra a conjuntivite

Categoria: Notícia, Saúde

Prefeitura de Caldas Novas faz alerta sobre formas de se proteger da doença

 

A chegada do verão traz temperaturas mais altas e Caldas Novas, por ser uma cidade turística, começa a receber um grande número de turistas, principalmente para aproveitar as piscinas de águas termais. Mas, além do calor, este período acaba contribuindo para a transmissão das chamadas ‘doenças da estação’, entre elas as gripes, resfriados, conjuntivites, entre outras.

Em Caldas Novas, nos últimos anos, não houve epidemias ou piora do estado geral da saúde das pessoas por causa de doenças sazonais. Porém, este ano, um surto de conjuntivite foi identificado. A Secretaria Municipal de Saúde trabalha para garantir o devido tratamento aos infectados e também para identificar o tipo e a causa: se ela é viral ou bacteriana. Ambas são transmissíveis, porém a conjuntivite não se pega no ar, mas pelo contato com secreções oculares.

Hotéis e comércios recebem assistência da Prefeitura Municipal com informações e instruções de como se precaver. As recomendações mais comuns consistem na troca diária da fronha e acréscimo do cloro na água das piscinas. Para os comerciantes, a indicação é a higienização das mãos e dos produtos com álcool.

De acordo com a médica Larissa Ferreira, que atende na Unidade de Pronto Atendimento (UPA), as formas de prevenção para combater essa doença são simples:

– lavar bem as mãos ou higienizá-las com álcool gel ao compartilhar utensílios e equipamentos públicos (comércios, bares e restaurantes, rodoviária, igrejas e todos os lugares com grande circulação de pessoas);

– nas piscinas, o ideal é proteger os olhos com os ósculos de natação e evitar que mão tenha contato com os olhos;

– evitar contato próximo com outras pessoas quando apresentar sintomas como secreções e vermelhidão nos olhos;

O álcool gel é um importante aliado na higiene das mãos. Água e sabão também resolvem, porém, na rua ou em lugares onde o acesso à lavabos e banheiros é difícil, o álcool gel pode ser usado, sendo até mais eficiente.

Sobre a doença, Larissa Ferreira pondera que, nem sempre, os sintomas podem ser de conjuntivite. “Nem todo olho vermelho e irritado significa conjuntivite, mas é necessário se consultar para atestar ou não a doença”, enfatiza a médica.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde de Caldas Novas

Deixe uma resposta