Ações de combate à hipertensão e à diabetes atendem 2.925 pessoas em Caldas Novas

Categoria: Notícia

Atendimentos acontecem na rede básica de saúde. Diretora frisa que unidades são locais de prevenção

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Atenção Básica, realizou, nesta quinta-feira, 6, no posto de Saúde ESF Itaicí II, o ‘Hiperdia’, um dia dedicado a acompanhar os pacientes hipertensos e diabéticos, prevenir e promover a saúde, através da vinculação dos usuários à rede.
Foram realizados 2.925 acompanhamentos de hipertensos, desde janeiro deste ano. O próximo posto de saúde a receber as ações é o ESF Paraíso II. Na semana que vem,os ESFs Holliday e Parque Real.

A farmacêutica do Núcleo de Apoio à Saúde da Família, Daniella Caetano do Nascimento, realizou palestra com orientações e as enfermeiras da unidade realizaram exames como glicemia e aferição de pressão arterial.

No Brasil, a hipertensão arterial e o diabetes são responsáveis, de longe, pela primeira causa de mortalidade e de hospitalizações, de amputações de membros inferiores e representa ainda 62,1% dos diagnósticos primários em pacientes com insuficiência renais crônicos submetidos à diálise. Por isso, as ações permanentes em hipertensão, diabetes e demais fatores de risco para doenças cardiovasculares é essencial para a manutenção da saúde da população.

De acordo a diretora do departamento de Atenção Básica, Lívia Serpa Afonso, Caldas Novas possui hoje possui 17 unidades na cidade em setores estratégicos para atender a população. Ela lembra que as unidades não são hospitais e sim locais de atendimento primário. “Lá acontece a prevenção e o tratamento preliminar, bem como os encaminhamentos”, explica.

As ações de Hiperdia estão agendadas para ocorrerem em todos os postos no decorrer do mês e permanecem durante o ano todo, em dias alternados.

A prevenção das doenças cardiovasculares em números:

-Conforme o Ministério da Saúde, para ser considerado hipertenso o paciente deve apresentar pressão arterial igual ou superior a 14 por 9.

-A doença, causada pelo aumento na contração das paredes das artérias para fazer o sangue circular pelo corpo acaba sobrecarregando órgãos, como coração, rins e cérebro.

– A pressão alta é o principal fator de risco para as doenças cardiovasculares. Cerca de 80% das pessoas que sofrem derrame são hipertensas. 40% e 60% dos pacientes com infarto apresentam hipertensão associada.

-As doenças cardiovasculares (DCV`s) afetam, anualmente, no Brasil, cerca de 17,1 milhões de vidas. São registradas no país 300 mil mortes todos os anos em decorrência destas doenças, que podem se manifestar, principalmente, como infartos, derrames e mortes súbitas.

– Pelo menos, 80% das mortes prematuras podem ser evitadas por meio de dieta saudável, atividade física regular, restrição ao tabaco e ao álcool e pelo controle efetivo da pressão arterial.

Fonte: Secretaria de Saúde de Caldas Novas

Deixe uma resposta